DefiniçãoTotal – Guia Completo

O assunto deste capitulo com certeza é o interesse de muita gente, aliás este
tipo de gordura é algo que realmente causa grandes frustações em muitas
pessoas com relação a sua aparência física.

Porém, eu decidi deixar este tema mas para o final do livro, simplesmente pelo
fato que muitas pessoas ainda não devem se preocupar com este tipo de gordura
no momento.

Isso pelo fato de ainda possuírem uma grande quantidade de gordura corporal,
tendo por sua vez uma alta porcentagem de gordura no corpo.

Você deve dar mais importância para a gordura localizada quando já possuir
uma percentagem de gordura corporal menor. Tendo já conseguido perder uma
boa parcela da gordura total em seu corpo, caso você tenha possua uma alta
porcentagem de gordura.

Em termos de números podemos dizer que um bom momento para dar
importância a gordura localizada seria quando você atingir uma média de 10% a
12% de gordura corporal para os homens, e algo em torno de 17% a 22% para
as mulheres.

Outra maneira um pouco mais pratica de avaliar isto, pode ser analisando a sua
linha abdominal. Desta forma quando você conseguir visualizar pelo menos os
dois primeiros gomos do abdômen superior, pode então começar a dar mais
atenção a gordura localizada.

Isto pelo fato da gordura localiza ser extremamente diferente com relação aos
outros tipos de gordura corporal.

9
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
Não existe apenas um tipo de gordura corporal em nosso organismo, e sim
vários.

Os diferentes tipos de gordura são diferenciados por funções especificas e
também pela região aonde ocorrem o seu maior acumulo corporal.

Desta forma, iremos agora avaliar cada determinado tipo gordura corporal para
que você consiga entender melhor e saber diferencia-las da maneira correta.

TIPOS DE GORDURAS CORPORAIS
Possuímos praticamente 5 tipos de gordura corporal, sendo elas:
1ª Gordura Essencial
Esta gordura está localiza em seus sistemas orgânicos, tecidos e estruturas
corporais. Essas gorduras são responsáveis por realizar o envoltório dos seus
órgãos e protegê-los de dados ou impactos.

São as gorduras responsáveis pelas estruturas de suas células como as
membranas celulares, auxilia na síntese de hormônios, no desenvolvimento
cerebral e em muitas outras funções.

São gorduras essenciais para funcionamento da vida, sendo impossível que
você consiga elimina-la mesmo fazendo dietas e exercícios, a não ser que você
realmente venha a óbito.

Em homens a quantidade deste tipo de gordura varia em média de 3 a 4% do
seu peso corporal total. E em mulheres pode ficar em torno de 9 a 12%,
justamente por que as mulheres por característica genética e fisiológicas
possuem uma quantidade de gordura corporal maior que os homens.

10
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
Isto ocorre em consequência da diferenciação do quadro hormonal entre o sexo
masculino e feminino, e também para ter que a mulher posa ter condições mais
adequadas para promover o desenvolvimento do feto de maneira mais segura e
com mais eficiência.

Portanto se alguém te disser que possui uma porcentagem de gordura corporal
menor do que os valores relatados acima. Ou ela está mentindo, ou seu método
de avaliação física foi totalmente equivocado.

2ª Gordura Marrom
Este tipo de gordura se encontra em regiões como parte superior e ao longo da
espinha, pescoço e ombros.


Sua principal diferencia em relação aos outros tipos de gordura ocorre pelo fato
de possuir uma grande quantidade de mitocôndrias na sua composição e tendo
também uma alta circulação sanguínea.

Isto possibilita que quando esta gordura for metabolizada ela rode o ciclo de
Krebs de uma forma mais intensa que as outras moléculas de gordura,
produzindo assim uma grande quantidade de energia.

Porém como a produção de energia é tão intensa, o seu corpo acaba não
precisando de tanta energia naquele momento, fazendo então que esta energia
seja dissipada para fora do corpo em forma de calor.

A gordura marrom por sua vez é bastante encontrada em animais que possuem
um habitat mais frio como o caso de pinguins e ursos polares.
Porém bebes e recém renascidos também possuem grandes quantidades deste
tipo de gordura. Isto porque eles precisam de uma maior produção de calor para
manter a temperatura corporal e evitar a hipotermia.

Alguns estudos também demonstraram que adultos residentes de regiões mais
frias aonde possui um inverno mais rigoroso, contém quantidades maiores desta
gordura. Isto indica que fisiologicamente o seu corpo foi adaptado para precisar
de uma produção maior de energia para conseguir manter a sua temperatura
corporal ideal e realizar sua sobrevivência.

Porém em adultos normais a quantidade desse tipo de gordura marrom é
infelizmente relativamente muito baixa. Alguns estudos vêm tentando
transformar a gordura corporal normal em gordura marrom, porém até o
momento não chegaram a nenhuma eficácia no tratamento.


11
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
3ª Gordura Visceral
A gordura visceral é um tipo de gordura que está acumulada entre os seus
órgãos e tecidos.

Este tipo de gordura causa inflamações e libera diversas substancias
inflamatórias, toxicas e tumorais em seu corpo, o que irá ocasionar diversas
complicações metabólicas e problemas a sua saúde.

Problemas como aumento da resistência à insulina, levando a problemas de
hiperglicemia no sangue ocasionando a diabetes mellitus.
Pode aumentar a hipertensão arterial, aterosclerose (agregação de placas de
gordura nos vasos sanguíneos).

Proporcionar lesões nas estruturas das células o que irá favorecer o surgimento
de células tumorais e levando ao surgimento do câncer, dados nos vasos
sanguíneos, AVC, problemas cardiovasculares e muitos outros.

Estudos demonstram que a liberação de fatores inflamatórios e tumorais
causados pelo excesso da gordura visceral, está diretamente relacionada aos
elevados índices do desenvolvimento de tumores e canceres em pessoas com
sobrepeso.

Este tipo de gordura, e o seu acumulo tem relação com os hábitos de vida
inadequados, vindo de uma alimentação precária em nutrientes e excesso de
calorias vazias, junto com o excesso do sedentarismo e a falta de atividades
físicas.

Porém mesmo sendo a gordura mais prejudicial ao organismo, ela possui a
vantagem de ser também a gordura mais fácil de ser metabolizada e queimada
como fonte energética, sendo praticamente uma das primeiras gorduras a serem
utilizadas como fonte de energia pelo seu corpo quando se realiza mudanças
positivas em seu estilo de vida, melhorando sua alimentação e acrescentando
exercícios físicos diários.

4ª Gordura Subcutânea
A gordura subcutânea é uma gordura que está abaixo de sua pele e acima de
seus músculos. É a gordura que você consegue pegar com sua mão e ver no
espelho, é a gordura que faz você querer perder peso e emagrecer.

De todos os tipos de gordura corporal, a gordura subcutânea é a que possui a
maior porcentagem do seu percentual de gordura corporal, representando entre
40% a 60% de toda a gordura total do seu corpo.
Geneticamente a distribuição corporal desta gordura se difere de pessoa para
pessoa, variando também pelo sexo do indivíduo.

12
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
De uma forma geral, as mulheres possuem um acumulo de gordura subcutânea
conhecida como acumulação ginóide, um acumulo de gordura mais localizado
nas regiões inferiores do corpo como as pernas e o quadril.

Já os homens possuem uma maior propensão a acumular este tipo de gordura
mais na região central do organismo, um acumulo de gordura conhecido como
acumulação androide. Localizada mais na região abdominal e tóxica, como peito
e costas.
Essa diferenciação entre o acumulo de gordura ginóide e androide, ocorre
principalmente pelos diferentes quadros hormonais entre os sexos, o que irá
gerar respostas diferentes ao organismo e também no metabolismo.

5ª Gordura Teimosa
Bom finalmente chegamos a gordura principal deste nosso capitulo. A gordura
teimosa.
Esta gordura é aquela camada final que fica por cima do seu abdômen, em suas
pernas, braços ou dorsais dependendo do indivíduo.
Este tipo de gordura tem certa semelhança com a gordura subcutânea normal,
porém com algumas diferenças.

A gordura subcutânea normal nós conseguimos elimina-la fazendo uma
estratégia nutricional adequada, e com a utilização de exercícios físicos
regularmente.

Porém a gordura teimosa é mais complicada de ser queimada, e usada como
fonte energética para o seu organismo.

Um tipo de gordura que por mais que você diminua as quantidades de calorias
e aumente a quantidade de exercícios físicos, parece não causar nenhum efeito
sobre ela.

Isso porque a gordura teimosa tem algumas particularidades diferentes que
devem ser levadas em consideração quando for querer elimina-la.
Particularidades como por exemplo uma menor circulação sanguínea em seu
tecido adiposo.

O fato dela possuir uma baixa circulação sanguínea em seu tecido faz com que
dificulte a chegada de substancias naquele local, como por exemplo as lipases
e as catecolaminas, que são responsáveis pelo catabolismo e a quebra das
moléculas de gordura em nosso corpo.

Desta forma por possuir uma baixa circulação sanguínea, estas substancias não
chegam nas moléculas de gordura teimosas, e isso faz com que a mesma não
receba os sinais necessários para ser quebrada e usada pelo seu corpo como fonte energética.

13
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
Esta gordura por sua vez também possui uma alta sensibilidade a insulina, o que
faz com que você acumule gordura mais fácil nesta região, tornando ainda mais
difícil a sua eliminação.

Principalmente se você tem uma alta resistência à
insulina e realiza uma dieta com grandes quantidades de carboidratos refinados.
Isso porque a insulina é realiza o transporte de nutrientes, principalmente em
especifico a glicose. Sendo assim quanto mais sensível o tecido for a insulina,
mais fácil será a entrada da glicose neste tecido.

E quando a glicose consegue entrar no tecido adiposo, ela irá ser convertida em
ácidos graxos (gordura) e aumentando o acumulo de gordura naquela região.

Diferente dos tecidos musculares que usam essa glicose para sintetizar o
glicogênio muscular, te gerando energia e também favorecendo o aumento da
síntese proteica.

A gordura teimosa também possui receptores diferentes em sua composição.
Os receptores são como pontos de ligações nas células, para especificas
substancias.

Quando estas substancias se ligam aos receptores geram
sinalizações dentro das suas células, isso irá fazer com que ocorra mudanças
especificas naquele tecido.

Para ficar mais claro de entender podemos imaginar os receptores nas células
como fechaduras de uma máquina.

Os hormônios e neurotransmissores, são
como as chaves, que então irão se ligar a essas fechaduras. E quando ligadas
elas irão gerar uma serie de reações dentro das células. Essas reações são a
quebra e a mobilização das gorduras.

A gordura subcutânea normal possui mais receptores, do tipo beta2 (b2), já as
gorduras teimosas apresentando uma maior quantidade de receptores do tipo
alfa2 (a2).

Os receptores b2 são como “aceleradores” para a queima de gordura, então
quanto mais receptores b2 a célula tiver, mais fácil aquela gordura será
queimada e usada como energia.

Já os receptores do tipo a2 são como “bloqueadores”, para a queima de gordura,
impedindo e dificultando que aquelas células liberem gordura para ser usada
como energia.

Sendo assim a gordura teimosa se torna muito mais difícil de ser queimada e
metabolizada também pelo fato de possuir uma grande quantidade de receptores
a2, e infelizmente uma menor quantidade de receptores b2.

Desta forma iremos ver agora o que podemos fazer para aumentar a liberação
destas gorduras, e então fazer com que as mesmas sejam metabolizadas e
usadas com fonte energética pelo seu corpo.

14
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
ELIMINAÇÃO DA GORDURA TEIMOSA

Agora que você já reconhece que os tecidos de gordura no seu corpo são
diferentes, e cada um deles possuem particularidades individuais. Desta forma
para você conseguir eliminar a gordura teimosa você deve portanto agir com
estratégias e métodos diferentes que os métodos usuais.

Sendo assim não adianta tentar eliminar a gordura teimosa da mesma maneira
que você conseguiu eliminar a gordura subcutânea regular, simplesmente
porque elas não são as mesmas e corresponde de formas diferentes aos
mesmos estímulos.

O fato de abaixar as calorias a um nível extremo e aumentar os seus exercícios
aeróbicos, não irá aumentar a queimar da gordura teimosa, na verdade é muito
pelo contraio.

Quando você realiza esses extremos na dieta a única coisa que
você está conseguindo fazer é aumentar ainda mais a resistência para a queima
desta gordura, evitando sua eliminação e prejudicando ainda a sua massa
muscular.

E manter a massa muscular nesse período de emagrecimento e definição,
devesse ser sempre um dos seus maiores objetivos.

Aliás para o seu organismo
conseguir manter a massa muscular ele gasta uma grande quantidade de
calorias, então quanto mais musculo você tiver, mais calorias você irá gastar.
Desta forma manter a massa muscular é extrema importância para melhorar a
sua composição corporal e potencializar ainda mais a sua queima.

15
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
E o que faz com que você consiga manter a massa muscular?
Basicamente são 4 coisas, sendo elas:
• Treinos de musculação com uma alta intensidade, utilizando cargas mais altas.
• Quadro Hormonal equilibrado. Níveis altos de testosterona, Gh, t3 e t4. E níveis
mais baixos Cortisol, Catecolaminas e Estrogênio.
• Balanço Nitrogenado Positivo. Ou seja uma dieta com níveis adequados de
proteínas.
• Balanço Calórico Positivo. Ou seja, uma alimentação com quantidade de calorias
e macronutrientes adequados para satisfazer suas necessidades fisiológicas.

Mas o que isso tudo tem a ver com a gordura teimosa?
Bom na verdade tudo, pois quando você chega na fase de eliminação da gordura
teimosa, muitas pessoas já vêm de período de tempo mais longo fazendo dietas
com baixas quantidades de calorias ao longo prazo.

E por mais que você tome todos os cuidados em sua rotina, querendo ou não, o
seu corpo irá gerar adaptações metabólicas ao longo prazo. Causando um
impacto negativo em seu metabolismo e fazendo ele conservar ainda mais a
gordura teimosa.

Aliás você já vem perdendo uma quantidade significativa de reserva energética
(gordura) a um longo período de tempo. E lembre-se, fisiologicamente o seu
corpo é programado para realizar a reversa energética, e não ao contrário.

Desta forma o interessante é que quando finalmente chegar na fase da
eliminação da gordura teimosa, você portanto tente primariamente reestabelecer
o seu metabolismo e fazer ele entender que você “não está em uma ilha
passando fome”.

A partir do momento que você regularizar o seu metabolismo, a gordura teimosa
passa a ficar portanto “menos teimosa”, e será eliminada com mais facilidade
quando você voltar para o processo de definição.

Eliminando-a de uma maneira mais fácil, e também evitando o excesso do
catabolismo muscular.
Sendo assim iremos dividir todo esse processo de eliminação da gordura
teimosa em 3 etapas que veremos a seguir.

16
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
1ª ETAPA
Nesta primeira etapa temos como objetivo reestabelecer o seu metabolismo, isto
se você já estiver vindo de uma alimentação com restrição calórica por um
período de tempo mais prolongado.

Para conseguir regularizar o seu metabolismo nesta fase, devemos então
começar a aumentar as suas calóricas diárias gradativamente, e diminuir o
excesso de exercícios aeróbicos, focando nesta fase mais em seus exercícios
resistidos como a musculação, fazendo sempre a utilização de exercícios
compostos e que irão trabalhar diversos conjuntos muscular.

Durante esta fase de ajuste calórico devesse tomar muito cuidado, pois se você
aumentar excessivamente as quantidades de calorias pode acontecer do seu
corpo aproveitar esse excesso para estoca-las como gordura corporal.
Isto para ele tentar recuperar a reserva energética (gordura) que ele perdeu.
Fazendo você ganhar novamente toda a gordura que você teve tanto sacrifício
para eliminar até aqui.

Sendo assim o ajuste calórico deve ser gradativo e pequeno, algo em torno de
300 calorias para um período de 3 semanas, esse período com contendo essa
maior ingesta de calorias irá regular o seu metabolismo e impedindo que você
ganhe gordura corporal.

Possibilitando assim que após esse período de 3 semanas você possa voltar
então ao objetivo anterior e melhorar a sua queima da gordura teimosa.

Mas como falei anteriormente esse ajuste deve ser gradativo, sendo assim na
primeira semana você irá subir somente a metade dessas calorias (150 kcal), em
sua alimentação e após essa primeira semana você sobe mais a outra metade
(150 kcal), permanecendo então por 2 semanas com esse número mais elevado
de calorias.

Essas calorias devem ser aumentadas principalmente de carboidratos
complexos e ricos em fibras. Um acréscimo de 300kcal iram se fornecer um
acréscimo de 75g de carboidratos em sua alimentação.
Bons exemplos de carboidratos pode ser legumes, verduras, leguminosas, grãos
e cereais integrais, aveia e etc.

Aeróbicos
Os ajustes nos exercícios aeróbicos nesta fase irá depender de como estava a
sua rotina de exercícios diários. O princípio é que você diminua a frequência de
exercícios aeróbicos pela metade.

Suponhamos então que você esteja fazendo aeróbicos 4 vezes na semana,
então iremos nessa fase diminuir para apenas 2 vezes, e permanecer assim
pelas próximas 3 semanas.

17
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
Porém você deve limitar os exercícios aeróbicos nessa fase somente a
exercícios de baixa a média intensidade.
Ou seja, uma caminha rápida de 40 a 50 minutos. Ou uma corrida lenta em trote,
por no máximo 20 a 25 minutos.

Diminuindo os exercícios aeróbicos de alta intensidade você diminui a via de
sinalização AMPK, e possibilita uma maior prevalência da via M-TOR, a
responsável pelo anabolismo proteico e assim diminuindo o catabolismo.

Musculação
Já nos exercícios de musculação os ajustes devem ser feitos em sua
intensidade, o fato de você aumentar as calorias irá te proporcionar mais energia
e disposição para os treinos, então isso torna um bom momento para você tentar
aumentar a intensidade nos exercícios, dentro é claro de sua capacidade física.

Quando eu falo em aumentar a intensidade dos treinos, você pode tanto
aumentar as quantidades de peso, como tentar aumentar a quantidades de
repetições ou series utilizando a mesma quantidade de peso.

Isto irá te proporcionar uma melhora da sua sensibilidade a insulina nos tecidos
musculares e evitando que o excesso de calorias vá para a sua gordura teimosa.

O aumento da intensidade também irá ocasionar uma necessidade do seu corpo
em aumentar a síntese de proteica na massa muscular, interrompendo o
catabolismo muscular e te ajudando a recuperar parte da massa muscular
perdida durante a fase de restrição calórica.

E novamente como foi falado no capítulo sobre treino resistido deste livro, você
deve sempre priorizar os exercícios compostos e multi-articulares, que por sua
vez irão trabalhar várias áreas do seu corpo, fazendo você gastar mais calorias
e ainda aumentando manutenção da sua massa muscular.

Ao realizar essas mudanças em sua rotina você irá fazer com que seu organismo
aumente seus níveis de hormônios anabólicos como testosterona, Gh, Igf-1,
Insulina. Diminuindo os hormônios catabólicos responsáveis pelo catabolismo
proteico, como Cortisol e Catecolaminas (noradrenalina e epinefrina).

O fato também de aumentar a ingestão de carboidratos faz com que você
diminua a quantidade de ácidos graxos no sangue, isso possibilita uma maior
absorção dos hormônios tiroidianos e melhorando ainda mais a sua conversão
de t4 em t3, visto que são esses um dos principais hormônios reguladores do
seu metabolismo, fazendo com que por sua vez você aumente o seu gasto
energético basal.

Desta forma nesta fase você deve basicamente aumentar as suas calorias e
diminuir os exercícios aeróbicos, dando mais preferência para os exercícios de
musculação aonde você irá portanto aumentar a intensidade dos mesmos.

18
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
2ª ETAPA
Após você ter seguido as 3 semanas para a regularização do metabolismo, isso
caso você venha de um longo período de tempo fazendo dietas restritas,
devemos então passar para a próxima etapa.

Na 2ª etapa teremos como o objetivo aumentar a queima de calorias e da gordura
corporal de uma maneira que o seu corpo não diminua novamente o seu
metabolismo, e desta forma você possa conseguir queimar a gordura teimosa
mais facilmente.

Como falado anteriormente tentar eliminar a gordura teimosa comendo menos e
treinando mais, não é lá uma das melhores estratégias a se realizar.
Isto porque ao realizar estes métodos o seu organismo irá fazer adaptações,
diminuindo o seu metabolismo e aumentando o catabolismo muscular,
conservando ainda mais a gordura teimosa.

Sendo assim a nossa estratégia com esse tipo de gordura irá ser, comer mais e
treinar mais.
Simplesmente porque quando você come mais e treina mais o seu corpo tende
a evitar essas adaptações metabólicas, isto pelo fato do consumo alimentar estar
maior.

Desta forma o seu corpo não vê a necessidade extrema de fazer a conservação
mais acentuada da gordura teimosa.
Então a primeira mudança que iremos fazer aqui é aumentar a quantidade dos
seus exercícios físicos.

Mas quais tipos de exercícios?
Os exercícios aeróbicos de alta intensidade.
Lembra que eu sugeri que você diminui-se a quantidade de exercícios aeróbicos
na 1ª etapa pela metade, e ainda limita-se os mesmos somente em exercícios
de baixa a média intensidade?

Então, nessa fase você irá inverter o tipo de aeróbico, deixando de realizar os
exercícios de baixa intensidade, e passando a realizar os exercícios de alta
intensidade, os mais conhecidos como HIITS. Exercícios que foram
mencionados nos capítulos sobre aeróbicos no livro.

Sendo assim você irá manter a mesma quantidade de calorias que vem
consumindo, e trocar somente o tipo de exercício aeróbico, trocando os
exercícios de baixa intensidade que você estava fazendo, pelos exercícios de
alta intensidade (HIITS).

Usando o exemplo anterior aonde a pessoa estaria fazendo 2 exercícios de baixa
intensidade na semana, então agora ela irá passar a realizar 2 exercícios de alta

19
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
intensidade (HIITS) na primeira semana. E conforme as semanas for passando
você vai realizando alterações nas quantidades desses exercícios.
Portanto a cada 1 semana que se passar você deve acrescentar mais uma
sessão de HIIT na semana.

Porém deve-se aumentar a quantidade até completar no máximo entre 3 sessões
de (HIITS) na semana não passando disto.

Pelo fato do HIIT ser um exercício que exige bastante do corpo não acho
interessante realiza-lo mais do que 3 vezes na semana.

O excesso do mesmo pode prejudicar suas articulações e aumentar seu nível de
estresse corporal, gerando um overtraning ou catabolismo muscular.
Em relação aos horários do HIIT é interessante realiza-los em momentos
distintos do horário do seu treino de musculação, deixando 1 ou 2 refeições entre
as duas sessões de treinamento, separando assim os dois treinos. Exemplo seria
realizar o HIIT na parte da manhã e o treino com pesos anoite.

Porém caso não consiga realizar essa divisão em seu dia, então você pode
realizar o HIIT logo após o termino do seu treino de musculação com pesos.
Desta forma você utiliza a maior parte de suas energias em seus treinos de
musculação.

3ª ETAPA
A 3ª Etapa ela irá ser realizada em conjunto com a 2ª etapa, isto com o objetivo
de potencializar ainda mais os passos realizados na 2ª etapa, assim iremos
conseguir aumentar e intensificar a mobilização da gordura teimosa.

Como falado anteriormente a gordura teimosa é teimosa por várias razões que
estão inter-relacionadas entre si, sendo uma delas as quantidades de receptores
b2 e a2 em sua composição, o que impede que essa gordura seja liberada na
corrente sanguínea para ser usada como fonte energética.

Porém temos alguns métodos capazes de aumentar a liberação da gordura
teimosa para que ela chegue nas células, e as células possa usa-las como fonte
de energia.

Basicamente existem 3 estratégias que são válidas para a redução dessa
gordura:
• Jejum intermitente
• Aumento das atividades em estado de jejum
• Suplementação de Ioimbina e Cafeína.
Em relação ao item 1 e 2 já mencionamos nos capítulos anteriores do livro, então
como você pode ter visto incluir o jejum intermitente e mais algum aeróbico de

20
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
baixa a média intensidade em sua rotina diária, não é só eficiente para se
eliminar da gordura subcutânea regular, mas também a gordura teimosa.

Portanto quando você já estiver fazendo entre 2 a 3 sessões de HIITS na etapa
2, então você pode estar acrescentar algum aeróbico de baixa intensidade em
jejum em sua rotina, como por exemplo alguma caminha de manhã logo após
acordar.

Podendo ser interessante realizar entre 2 a 3 vezes na semana algum aeróbicos
em jejum (caminhada rápida de 30 minutos, ou corrida leve em trote de 15
minutos), assim você aumenta a mobilização da gordura teimosa, para ser
utilizada como fonte energética.

Em relação ao item 3 a cafeína, ela também já foi mencionada em outros
capítulos do livro, o que mostrou a sua eficiência em realizar a metabolização
dos ácidos graxos, favorecendo a quebra e a queima da gordura corporal.

Desta forma iremos falar agora sobre a Ioimbina e seus benefícios.
A ioimbina é uma substância retirara da casca de uma árvore africana pouco
conhecida, Corynanthe yohimbe.

Ela se trata de um farmacológico altamente poderoso que atua nos receptores
beta-estimulante e alfa-inibitórios. Potencializando a queima da gordura teimosa,
e causando assim um aumento da eficácia na perda de peso.

Como fármaco, a forma mais usual é o cloridrato de ioimbina e, como fitoterápico,
o extrato seco de pausinystalia yohimbe, sendo que no extrato a quantidade de
ioimbina pode ser variável.


Apesar de muitas propriedades farmacológicas presentes, o principal benefício
dela é o antagonismo dos receptores alfa 2 adrenérgicos.

No tecido adiposo, por feedback negativo, a ioimbina promove aumento da
produção das catecolaminas, principalmente noradrenalina, favorecendo, assim
a mobilização de gordura de forma mais eficaz nos adipócitos.

A ioimbina funciona inibindo os alfa-receptores (a2). Pesquisas mostraram que
a gordura “teimosa” (como a dos quadris e coxas das mulheres) chega a possuir
nove vezes mais alfa-receptores que os beta-receptores.

Inibir os alfa-receptores
teoricamente permitiria uma perda de gordura mais eficiente nessas regiões.
Utilizar a ioimbina oralmente afeta os alfa-receptores do corpo inteiro, e não
apenas os que estão nos tecidos adiposos.

Um outro problema que já foi mencionado acima é a baixa circulação de sangue
nos depósitos de gordura; um método para aumentar essa circulação é o
exercício aeróbico.

Desta forma o momento ideal para se utilizar a ioimbina seria toma-la junto com
utilização de cafeína ou café, logo após acordar com o estômago vazio, esperar
aproximadamente 30 minutos e dar início a alguma atividades fisica.

21
Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
Caso você consuma a ioimbina junto de outros alimentos ou logo após uma
refeição, você irá anular totalmente os seus efeitos na queima de gordura, pois
sua eficácia é maior em um estado de jejum.

Caso você não possa praticar atividades físicas de manhã, espere tempo
suficiente após a sua última refeição para que o seu estômago esteja novamente
vazio antes de ingerir a ioimbina, do contrário será dinheiro desperdiçado.
A dose, entretanto, é algo extremamente individual. Uma dose ótima é algo em
torno de 0.2mg/kg. Por exemplo, se você pesa 60kg, terá de usar (60 x 0.2) =
12mg.

Entretanto, não é aconselhável começar já utilizando a dose ótima, pois algumas
pessoas manifestam reações adversas, como taquicardia e pressão sanguínea
elevada.

Logo, é uma boa ideia começar com uma dose modesta (4 a 8mg/dia) e
aumenta-la gradualmente com o passar do tempo e de acordo com a sua
sensação de bem estar.

Monitorar os batimentos cardíacos durante os exercícios também é algo
aconselhável. Monitore seus batimentos e ajuste a intensidade dos aeróbicos de
acordo com o que você está sentindo naquele momento.

Tentando sempre manter a intensidade dos aeróbicos na faixa lipolítica, o que
gira em torno de no máximo 65% da sua frequência arterial máxima.

O intervalo entre uma dose eficaz e uma dose perigosa é muito estreito, portanto,
apenas um profissional capacitado poderá recomendar o seu uso de forma
adequadamente.

Se você estiver grávida não utilize ioimbina.
Ela também pode aumentar o efeito de certos remédios e inibir o de outros.
Indivíduos que usam antidepressivos ou drogas que possuam efeitos
psicológicos não devem usar ioimbina.

De fato, essa substância não é recomendável para quaisquer indivíduos com
problemas psiquiátricos. Também não é recomendável para aqueles que sofrem
de úlcera duodenal, de problemas renais ou gástricos. A ioimbina não é
aconselhada para indivíduos hipertensivos ou que fazem uso de medicamentos
para hipotensão.

Os efeitos colaterais mais comuns são taquicardia, tontura, transpiração,
tremores, salivação excessiva e rubor cutâneo.

É Importante que você busque sempre um médico ou profissional especializado
na área da saúde, para que ele possa te avaliar e verificar se a utilização desses
suplementos pode ser utilizada por você.

Desta forma finalizamos então todas as etapas da queima da gordura teimosa.
22

Definição Total – O Guia do Emagrecimento e Definição Alef Cardozo
AGRADECIMENTO

Bom infelizmente esse livro terminou, gostaria primeiramente de te agradecer do
fundo do meu coração por ter confiado em meu trabalho, e ter adquirido esse
material.

Eu realmente espero ter conseguido te ajudar, e fazer com que você entenda
melhor esse processo de emagrecimento, e possa colocar agora todos esses
conhecimento e dicas em pratica, fazendo com que você alcance os melhores
resultados possíveis em sua evolução.

Gostaria de frisar que o objetivo deste livro foi criar um conteúdo que fosse
inteiramente informativo, e que pudesse conter uma linguagem clara e simples,
possibilitando que qualquer pessoa consiga abstrair as informações contidas
aqui.

Caso você queira saber mais sobre o livro completo, clique no link abaixo.
LIVRO COMPLETO: 

DefiniçãoTotal – Guia Completo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *